Atacante estava emprestado ao clube da região dos lagos, onde teve passagem apagada
Edu está de volta ao São Gonçalo FC depois de passagem pelo Boavista.
Créditos: Divulgação.
O São Gonçalo FC contará com um reforço de peso para a disputa da Série B do Campeonato Carioca. O atacante Edu, velho conhecido da torcida, está de volta após passagem relâmpago pelo Boavista, clube no qual foi anunciado ainda em outubro de 2014, na disputa da Copa Rio. Atualmente o Verdão luta contra a degola no Cariocão.

Edu esteve no São Gonçalo FC em 2014, quando marcou 16 gols na Série C Estadual. O destaque na Terceirona lhe rendeu um empréstimo ao Boavista, onde iniciou como titular na elite do Rio de Janeiro, disputando cinco jogos (três como titular), sem marcar nenhum gol.

Edu confirmou que retorna ao São Gonçalo FC, mas evitou falar sobre o que motivou sua saída do Boavista. Ele inicia os treinamentos com os companheiros de SGFC nesta sexta-feira (6), no Campo do Colônia, em Itaboraí. A estreia do clube na Série B Estadual está prevista para o dia 14 de março, contra o Ceres, fora de casa.

Atleta profissional, o arqueiro Jefferson Dias está à frente dos trabalhos realizados no Centro de Treinamentos do Maricanãzinho
Garotada trabalha duro nos treinamentos específicos para goleiros no Craque
Nota 10. Fotos: Gabriel Farias.
Dizem que um bom time começa por um grande goleiro E é seguindo essa máxima que o Projeto Craque Nota 10 desenvolve um trabalho especial para os jovens arqueiros no Centro de Treinamentos do Maricanãzinho, no Colubandê, São Gonçalo. O preparador é o goleiro profissional Jefferson Dias, de 22 anos, atualmente vestindo a camisa do Barcelona do Rio de Janeiro, da Série B Estadual.

Jefferson tem em seu currículo passagens por grandes clubes durante a base, como Flamengo, Vasco e Nova Iguaçu. Entre os profissionais, passou por times de menor expressão como Villa Rio, Duque Caxiense e agora o Barcelona.

- Pela minha idade pareço não ter tanta experiência, mas tento passar aquilo que vivi para eles. Sou jovem e essa conexão com a garotada é mais fácil. De manhã treino no Barcelona, faço um trabalho interessante e posso trazer para eles - explica Jefferson.

Além da boa técnica que um goleiro precisa desenvolver, Jefferson procura alertar seus alunos a todo tempo sobre a necessidade de estar focado. Com a camisa um, qualquer erro pode ser fatal, por isso, é necessário minimizá-los.

Jefferson Dias, do Barcelona, orienta um de seus alunos no Craque Nota 10.
- O goleiro é uma posição única. O treino começa antes de todos e termina depois. Eles precisam ficar unidos entre eles. Quem está jogando precisa da força de quem está de fora.

O jovem Matheus Santos, de 15 anos, fala sobre alguns pontos de evolução que desenvolveu após o Craque Nota 10 iniciar um trabalho específico para a preparação de goleiros.

- Temos que evitar os gols com boas defesas, mas também precisamos manter a calma e atenção organizando a zaga e orientando os companheiros.

O Craque Nota 10 funciona como escolinha de futebol no Centro de Treinamentos do Maricanãzinho, no Colubandê, e como projeto social no Campo da Toca, no bairro do Salgueiro. As equipes sub-13 e sub-17 estarão nas disputas do Campeonato Gonçalense e Copa da Amizade, que começam no próximo sábado (7).


Goleiros do Craque Nota 10 junto do treinador Jefferson Dias, no Centro de Treinamentos do Maricanãzinho, no Colubandê.

Estreia na Segundona do Rio de Janeiro será no dia 14 de março, contra o Ceres
Guilherme, apesar de só ter 26 anos, possui boa experiência. Ao fundo,
o atacante Somália, outra aposta. Foto: Gabriel Farias.
O São Gonçalo FC diversificou na hora de reforçar seu elenco para a Série B do Campeonato Carioca. Atletas experientes como o volante Luciano e o meia Leozinho chegaram, mas não são só eles que possuem boa rodagem no futebol brasileiro. Figuras como os zagueiros Douglas e Raphael Neuhaus, os meias Guilherme e Rodriguinho e o atacante Somália (todos com menos de 26 anos), apesar da pouca idade, também podem agregar muito ao grupo que disputará a Segundona.

- São jogadores que rodaram bastante, mas que são novos. O grupo abraçou eles e encaixaram bem. O astral está muito bom para esse início de competição - avaliou o treinador Marquinhos Pereira.

A segurança na pré-temporada realizada até o momento é grande. Tanto que Marquinhos já sonha com a vitória na estreia da Série B, no dia 14, contra o Ceres, fora de casa.

- Estamos com cerca de um mês e meio de trabalho e vamos colher os frutos. A preparação está sendo boa e temos tudo para começar com vitória.

Jogadores demonstraram enorme poder de reação na segunda etapa, quando chegaram a estar perdendo por três gols de diferença
Pedro domina a bola cercado por três marcadores. Jogador teve atuação
decisiva como goleiro-linha. Foto: Afase/Divulgação.
Só a vitória interessava e ela veio. De maneira emocionante, dramática, imprevisível, mas veio. A Afase está na final da Liga Rio Futsal Sub-17. A vaga foi alcançada com a vitória por 7 a 5 sobre o Montanha, na noite da última quarta-feira, no ginásio do Montanha Club, na Tijuca, Rio de Janeiro.

O empate no primeiro jogo não deixava outra alternativa a não ser sair para buscar o resultado positivo na casa do adversário. E a Afase até esboçou esse panorama no primeiro tempo, quando Kaique fez 1 a 0. Antes do intervalo, porém, o Montanha conseguiu a virada para 2 a 1.

Na etapa complementar o início foi desanimador. O momento mais crítico foi quando o Montanha vencia por 5 a 2. Uma virada parecia improvável, mas ela começou a ser construída graças a uma mudança da dupla de treinadores Casé Morais e Jonathan Kienen, que utilizaram Pedro como goleiro-linha.

A mudança tática surtiu efeito imediato. Um a um os gols foram saindo, até que a Afase alcançou a virada: 7 a 5. Na frente do marcador, os gonçalenses souberam se segurar, trazendo para a São Gonçalo a vaga na final.

Decisão - A Afase enfrentará o Pavunense na final da Liga Rio Futsal Sub-17, que acontecerá no próximo domingo (8), no Clube Esportivo dos Securitários, no Engenho de Dentro, Rio de Janeiro. A partida está programada para as 16h.

Equipe venceu o Talita FC no jogo de ida das oitavas de final da Copa São Gonçalo e abriu vantagem
O Ajax (de branco), do baixinho Kevin, tem a vantagem sobre o Talita.
Foto: Gabriel Farias.
Um dos clubes que surgiu para o futebol 7 de São Gonçalo na disputa do Torneio Primavera-Verão, o Ajax vem demonstrando força também na Copa São Gonçalo. Depois de eliminar a Roma com duas vitórias, a equipe voltou a obter um resultado positivo, dessa vez contra o Talita FC, no primeiro jogo das oitavas de final.

- Tenho que agradecer a Deus e aos meus companheiros pela partida que fizemos. Que possamos melhorar mais e que estejamos nos esforçando para buscar o caneco, que é nosso desejo - disse Kevin, jogador do Ajax.

Para Kevin, seu time é candidato ao título mesmo sendo um dos novatos na modalidade.

- Vamos brigar lá em cima porque temos time para estar lá em cima. Jogamos juntos há um bom tempo e não é porque somos novos que somos fracos - analisou.

Ajax e Talita voltam a se encontrar no próximo domingo, dia 8, no LA Esporte Clube. O Ajax joga pelo empate para avançar. Para reverter o quadro, o Talita precisa levar a melhor no tempo normal e shoot-out. A bola rola às 13h20.

Clube da Zona Norte também apresentou pacotão de medalhões para a disputa da Segundona
O gonçalense Roy será o treinador do Olaria, que enfrentará o Gonçalense na
estreia da Série B. Foto: Claudio Burger/FutRio.
A estreia do Gonçalense na Série B Estadual foi adiada para o dia 14 de março, mas o foco segue apontado para o Olaria, que anunciou mudanças importantes na reta final da pré-temporada. O time da Bariri anunciou como treinador Antonio Carlos Roy, que foi demitido do Boavista após fraco início no Cariocão.

Mas as contratações não pararam por aí. Junto com Roy, apelidado de "Rei do Acesso" por seus seguidos acessos em divisões intermediárias do Rio de Janeiro, chegaram atletas experientes como o lateral-direito China e os meias Nélio e André Gomes. Todos eles têm algo em comum: o passado rubro-negro, vestindo a camisa do Flamengo.

Além do trio ex-Fla, o Olaria também acertou com o goleiro Espíndula, ex-Bangu, o zagueiro Anderson do Ó, ex-Vasco, e o meia Mossoró, ex-Americano. Todos se juntaram ao elenco no fim do período de preparação para a Segundona.

Técnico é natural de São Gonçalo

Uma coincidência irá unir Roy e o Gonçalense logo na primeira rodada, mesmo que de lados opostos. O treinador é nascido em São Gonçalo. Em sua carreira Roy se notabilizou pelos diversos acessos conquistados no futebol do Rio. Na Série B, ascendeu com times como Casimiro de Abreu, Resende e Bangu. Na Terceirona em 2014 repetiu o feito com o São Cristóvão.

Jogadores ganharam semana extra na preparação para o duelo contra o Ceres
Jogadores do São Gonçalo FC terão mais uma semana de treinamentos.
Foto: Gabriel Farias.
A Série B Estadual teve seu início adiado para o dia 14, em virtude da falta de estádios disponíveis para a rodada inaugural. A medida adotada pela Ferj em acordo com os clubes foi bem recebida por atletas e comissão técnica do São Gonçalo FC, que enfrentaria o Ceres no próximo sábado. Com uma semana a mais de treinamentos, o técnico Marquinhos Pereira poderá aperfeiçoar ainda mais sua equipe.

- Estávamos com toda programação pronta para a estreia no sábado, mas ganhamos mais uma semana de treinos, que é bom para acertar e trabalhar algumas coisas que achamos importante nessa reta final - declarou.

O São Gonçalo FC corre agora para tentar agendar um jogo-treino no próximo sábado. A atividade serviria para manter os jogadores em bom ritmo visando a primeira partida.

- Assim que soube do adiamento conversei com a diretoria para ver se conseguiriam realizar um jogo-treino no sábado. Acredito que teremos essa resposta até quinta-feira - completou Marquinhos Pereira.

Equipe terá que vencer o Cardeal no tempo normal e no shoot-out para avançar na competição
Rodolfo (de verde) ainda acredita na classificação do Pernoitados na Copa.
Foto: Gabriel Farias.
Botar a cabeça no lugar, traçar a melhor estratégia e colocá-la em prática no próximo domingo (8). É que o precisa fazer o Pernoitados, no segundo duelo das oitavas de final da Copa São Gonçalo de Futebol 7, contra o Cardeal. No primeiro encontro, uma derrota por 6 a 1 complicou a missão da equipe, que precisará agora de uma vitória dupla: no tempo normal e no shoot-out.

- O que determinou nossa derrota foi nosso time estar há muito tempo sem jogar. Entraram jogadores novos e quando estávamos com gás, ainda demonstramos alguma coisa - disse o capitão Rodolfo.

O "faixa" lembra também da postura muito aberta do Pernoitados no segundo tempo. Na ânsia de buscar o empate, a equipe acabou sofrendo gols em sequência, que decretaram a goleada.

- Tentamos colocar o time para frente e nos abrimos muito, mas tenho certeza que vamos voltar mais fortes no segundo jogo - completou.

Pernoitados e Cardeal jogam no próximo domingo, dia 8, a partir das 15h40, no LA Esporte Clube.

Equipe abriu vantagem sobre o Pernoitados nas oitavas de final da competição
Thalis, com a camisa 10, foi o destaque da partida com três gols marcados.
Foto: Gabriel Farias.
No jogo de ida das oitavas de final da Copa São Gonçalo de Futebol 7 o Cardeal não deu chances ao Pernoitados e goleou por 6 a 1. A vitória dá certo conforto, já que o time vencedor poderá jogar por um empate no segundo confronto para avançar de fase. No de depender da confiança dos atletas, é isso que deve acontecer.

- O Cardeal vem desde 2014 nesse pensamento. Já conquistamos um título e um terceiro lugar. Começamos com dificuldades na Copa, mas agora mostramos a que viemos. 2015 será nosso ano - disse Thalis Melo, lembrando o título da Recopa em 2014 e a boa campanha na Série Prata.

O próximo confronto entre Cardeal e Pernoitados acontece no domingo, dia 8, no LA Esporte Clube, às 15h40. Para reverter o quadro, o Pernoitados precisa vencer no tempo normal e no shoot-out. Qualquer outro resultado confirma o avanço do Cardeal.

AD Itaboraí e São Gonçalo Esporte Clube serão os representantes da região Leste Fluminense
Série C Estadual oferecerá dois troféus extras no decorrer da disputa.
Arte: Futebol Gonçalense.
Enfim foi divulgado o regulamento completo da Série C do Campeonato Carioca, que terá início no dia 3 de maio. O documento oficial foi disponibilizado no site oficial da Ferj, nesta quarta-feira (4). A fórmula de disputa, como já era de conhecimento geral, foi mantida, mas com uma uma novidade: a disputa de dois troféus na fase classificatória.

Os clubes serão divididos em duas chaves na chamada fase principal. No primeiro turno, os confrontos acontecem cruzando os grupos. Em seguida, no segundo turno, os jogos serão dentro do chaveamento. A novidade é que, ao final de cada turno, os líderes disputarão troféus extras, dado ao vencedor de uma partida única, realizada em campo neutro.

No restante, nada de mudança. Os primeiros colocados de cada grupo, ao final dos dois turnos, estarão garantidos também na Série B de 2016 e realizarão a final da Terceirona. As outras duas vagas de acesso serão definidas mediante cruzamentos (2ºA x 3ºB / 2ºB x 3ºA).

Estádio foi vetado pela federação e não poderá ser utilizado na Segundona do Rio de Janeiro
O estádio João Francisco, em Bangu, está vetado para o jogo entre SGFC
e Ceres. Foto: Reprodução Internet.
O São Gonçalo FC, que estrearia na Série B do Campeonato Carioca no dia 7 de março, contra o Ceres, terá que esperar uma semana a mais para entrar em campo na competição. A Segundona teve seu pontapé inicial adiado em virtude da falta de estádios aptos a receberem os torcedores já na rodada inaugural.

Uma outra mudança, no entanto, está prevista para o confronto envolvendo os gonçalenses. O Ceres, mandante da partida, não poderá utilizar seu tradicional estádio, o João Francisco dos Santos, em Bangu. O local está numa listagem com mais três campos (Telê Santana, Figueira de Melo e Arthur Sendas) vetados pela Ferj. As equipes não poderão utilizá-los nem mesmo de portões fechados. A informação é do site FutRio.

O adiamento da Série B deu mais uma semana de preparação para o São Gonçalo FC, que iniciou a pré-temporada em 12 de janeiro. Dessa forma serão dois meses de treinamento até a estreia.

Local será a casa de Gonçalense e São Gonçalo FC na Série B do Campeonato Carioca
Estádio Alzirão será a casa dos gonçalenses e poderá receber público.
Foto; Divulgação/ADI.
A Série B do Estadual teve seu início adiado em uma semana. Agora a bola só irá rolar em 14 de março. O motivo se encontra na falta de estádios aptos a receberem públicos. Segundo listagem da Ferj, somente o Giulite Coutinho, do America, reúne condições de receber torcedores. No entanto, o Alziro de Almeida, que abrigará Gonçalense e São Gonçalo FC, também se encontra regularizado.

A informação foi confirmada pelo presidente da AD Itaboraí, Junior Cardozo. O dirigente garantiu que todos os quatro laudos necessários possuem vigência até o dia 29 de abril. A capacidade permitida é de 400 pessoas, mas segundo Cardozo, um pedido de aumento para 900 já foi solicitado aos órgãos competentes visando a Série B.

Além de deixar o estádio apto para receber a Segundona, a direção do Itaboraí também trabalha para estender a validade dos laudos, já que a Série C, competição na qual a Águia está confirmada, começa no mês de maio. Até lá, o Alzirão será território gonçalense.

Leão de São Gonçalo terá que vencer o Montanha fora de casa para conquistar vaga
Lipe (de branco) quer esforço extra nos treinamentos para conquistar a vaga.
Foto: Divulgação/Afase.
Para seguir sonhando com o título da Liga Rio Futsal Sub-17, só a vitória interessa. E é com esse pensamento que a Afase entrará em quadra na próxima quarta-feira (4), no segundo jogo semifinal diante do Montanha, no Montanha Club, na Tijuca, Rio de Janeiro.

Capitão da Afase, o pivô Lipe não deixou o desânimo tomar conta após o empate por 5 a 5 dentro de casa. O resultado foi encarado como um tropeço já que por ter melhor campanha na primeira fase, o Montanha precisa apenas de mais uma igualdade para chegar à decisão.

- Saímos chateados pelo empate em casa, sofrido no final, mas vamos treinar e colocar a moral lá em cima para conseguirmos a vitória na casa deles - disse o atleta.

Afase e Montanha se conhecem muito bem. Durante a Liga Rio, foram três confrontos, todos eles terminando empatados. Como dessa vez só a vitória ajuda, resta aos jogadores gonçalenses mudarem o rumo da história.

- Vai ser uma partida difícil, mas temos que entrar como se fosse uma final. Temos demonstrar postura de campeão, jogando bem e sem se intimidar na casa deles - completou Lipe.

Confronto entre Unidos da Amizade e Ultimate, destaque das oitavas de final, não decepcionou, presenteando os torcedores com nove gols
O Galácticos (de amarelo) confirmou o favoritismo sobre o PSG com goleada.
Foto: Gabriel Farias.
Surpresas, favoritos confirmando seus postos, empates repletos de gols... o que não faltou foi emoção nas partidas de ida das oitavas de final da Copa São Gonçalo de Futebol 7, realizadas no último domingo, nos três campos do LA Esporte Clube, no bairro de Tribobó.

No confronto entre times da Série Ouro, melhor para o Unidos da Amizade - atual campeão da Copa - que bateu o Ultimate por 5 a 4, abrindo vantagem. O mesmo placar se repetiu no triunfo do Sociedade sobre o Osórios. A maior diferença de gols do fim de semana foi em favor do Quilmes: 9 a 2 para o campeão municipal sobre o Sporting 07.

Empate com chuva de gols? Também teve. O Toca e Sai ficou no 3 a 3 com o Serrana. Mesma contagem da igualdade entre Destino e Só Sequelas. Outro duelo gerou muitas expectativas foi entre Master e Caravela. O equilíbrio foi refletido no placar: 1 a 1.

Cardeal e Galácticos goleiam por seis gols

Uma das maiores surpresas das oitavas de final por enquanto foi a goleada do Cardeal sobre o Pernoitados, por 6 a 1. Pelo menos placar quem abriu vantagem no primeiro jogo foi o Galácticos, que levou a melhor sobre o PSG. Já o Dig Din, mais um time da Série Ouro que estreou, pintou o sete ao bater o Universitários por 7 a 3.

Repescagem tem início

No Sest Senat, também em Tribobó, a bola rolou para a primeira fase da repescagem. As equipes eliminadas nos confrontos inaugurais terão a chance de retornar à Copa São Gonçalo. Os 18 eliminados foram divididos em seis grupos. Destaque para a goleada do Só 7 sobre o Roma: 6 a 0. O Vagabals também atropelou o São Gonçalo United por seis gols.

Confira TODOS os resultados das oitavas de final e repescagem da Copa São Gonçalo de Futebol 7:

Oitavas de final
Fúria Verde 2x2 Largados
Ajax 3x0 Talita FC
Osórios 4x5 Sociedade
12 FC 3x2 Furacão
Master 1x1 Caravela
Força Nit 1x4 Covanca
Universitários 3x7 Dig Din
Lendários 3x4 Pita
Barta 4x3 Orkal
Toca e Sai 3x3 Serrana
Jardim Alcântara 3x2 Manchester de New City
Quilmes 9x2 Sporting 07
Cardeal 6x1 Pernoitados
PSG 1x6 Galácticos
Destino 3x3 Só Sequelas
Ultimate 4x5 Unidos da Amizade

Repescagem
São Gonçalo United 0x6 Vagabals
Raça Pura 2x0 Real Califórnia
Só 7 6x0 Roma
Caça Talentos 0x2 Scorpions
Sporting SG 1x2 Aldeia do Surf
Loks 1x2 Valentes de Deus

Competição, que começaria no dia 7 de março, terá a rodada de inauguração transferida para o final de semana seguinte
Reunião na sede da Ferj optou pelo adiamento da Série B do Campeonato
Carioca. Foto: Úrsula Nery/Agência Ferj.
A Série B do Campeonato Carioca teve seu pontapé inicial adiado. Na tarde desta segunda-feira (2), em reunião do Conselho Arbitral na sede da Ferj, na cidade do Rio de Janeiro, ficou decidido que a primeira rodada acontecerá somente no dia 14, uma semana depois do que estava previsto anteriormente.

A decisão foi motivada pela falta de estádios aptos a receberem público. Conforme relação no site da Ferj, somente o Giulite Coutinho, do America, poderia comercializar ingressos na jornada inaugural. Dessa forma, os clubes terão mais sete dias para liberarem seus campos.

Gonçalense e São Gonçalo FC definiram o estádio Alziro de Almeida, em Itaboraí, como local para se abrigarem durante a Segundona. Com o adiamento, as equipes ganham um período extra para a acertar os últimos detalhes na pré-temporada.

Volante, que veio do futebol gaúcho, é o mais experiente do elenco ao lado meia Leozinho
Luciano colocará sua experiência a serviço do São Gonçalo FC na Série B.
Foto: Gabriel Farias.
Para a posição de volante o São Gonçalo FC apostou em um nome experiente para se reforçar. Luciano, de 34 anos, chegar ao time gonçalense após uma passagem pelo futebol gaúcho, mais precisamente no Brasil de Farroupilha. Neste novo desafio ele espera se juntar ao SGFC com o objetivo de fazer história.

- É um grande desafio aqui no SGFC. É um grupo bastante jovem, mas de qualidade. Com foco no trabalho acredito que vamos alcançar uma grande campanha na Série B - avaliou Luciano, que assumirá ao lado do meia Leozinho o papel de atleta mais rodado do grupo.

- Estamos aqui para ajudar a garotada, agregando força a esse elenco que tem muita qualidade e já demonstrou que é vitorioso.

Quando o assunto é Série B, Luciano demonstra que entende. As passagens por outros clubes do Rio de Janeiro fazem dele um perito na competição.

- Joguei muito a Série B pelo Profute, Arraial do Cabo e Independente de Macaé. No sul também joguei. É sempre uma competição de muita força, mas acredito que a qualidade do futebol tem que prevalecer e nosso grupo tem isso.

O São Gonçalo FC inicia sua trajetória na Série B no próximo sábado, dia 7, contra o Ceres, no estádio João Francisco, e, Bangu.

Parceria firmada junto a AD Itaboraí segue os moldes de 2014, quando o São Gonçalo EC utilizou o local
É OFICIAL! Estádio Alziro de Almeida, em Itaboraí, será a casa dos
gonçalenses. Foto: Divulgação.
Um velho problema assola os clubes do município de São Gonçalo às vésperas de competições oficiais. Algo que deveria ser elemento básico, se torna motivo para dor de cabeça: estádio para jogar. Nesta edição da Série B, no entanto, a solução encontrada vai agradar a Gonçalense e São Gonçalo FC, já que ambos definiram o Alziro de Almeida, em Itaboraí, como o campo em que irão mandar seus jogos.

O São Gonçalo FC vinha negociando há mais tempo com a diretoria da AD Itaboraí, que administra a praça esportiva. O Gonçalense, por sua vez, optou pelo Alzirão após a negativa no Centro de Formação de Atletas Trops (Cefat), em Niterói, que era a opção número um para o mando de campo.

Presidentes de Gonçalense e São Gonçalo FC respectivamente, Joacir Thomaz e Eduardo Castro, firmaram o acordo na última sexta-feira, em reunião com o mandatário do Itaboraí, Junior Cardozo. Nesta segunda-feira (2), o estádio já consta na tabela oficial da competição no site da Ferj. A medida repete o ano de 2014, quando o São Gonçalo Esporte Clube - então na Série B - utilizou o Alzirão na reta final do campeonato.

Os dois rivais de São Gonçalo utilizarem o mesmo estádio não será problema, já que os mandos de campo são feitos de forma alternada. Na primeira rodada, por exemplo, enquanto o Gonçalense receberá o Olaria, o São Gonçalo FC estará visitando o Ceres. Na jornada seguinte, inversão. O SGFC estará no Alzirão para enfrentar a Portuguesa. O Tricolor visita o Barra da Tijuca.

Início da Segundona pode ser adiado

Na tarde desta segunda-feira, dia 2, está sendo realizado na sede da Ferj uma reunião do Conselho Arbitral dos clubes da Série B. Na ocasião estará em pauta o assunto referente à liberação dos estádios indicados pelas agremiações. Até o momento, somente o Giulite Coutinho, do America, apresenta os quatro laudos necessários para a liberação da entrada de público.

Como a Ferj espera que somente estádios que possam funcionar de portões abertos sejam utilizados, um possível adiamento da competição pode ser proposto. Estádio indicado por Gonçalense e São Gonçalo, o Alzirão, segundo o presidente Joacir Thomaz, do Tricolor, está apto a comercializar ingressos. A informação foi dado ao site FutRio. O local não consta na listagem de campos disponível no site da entidade máxima do futebol carioca.

Há cerca de um ano atrás, o São Gonçalo Esporte Clube teve o alvianil de Bangu pela frente e foi derrotado
Jogadores do São Gonçalo FC vão se preparando para enfrentar o Ceres.
Foto: Gabriel Farias.
São Gonçalo FC e São Gonçalo EC são clubes com muito em comum. A começar pelos nomes, quase idênticos. Os dois também iniciaram a trajetória no futebol profissional no mesmo ano: 2012. Agora, quando só o São Gonçalo FC está na Série B, ainda sim as coincidências seguem acontecendo. A estreia dos Galácticos na Segundona será contra o Ceres, mesmo adversário do Esporte Clube, há um ano atrás.

Na ocasião o São Gonçalo EC estreava na Série B do Campeonato Carioca. Disputando a competição pela primeira vez, a impressão deixada não foi nada agradável. Derrota por 3 a 0, com baile do time banguense no estádio Luso Brasileiro, que serviu de casa para os gonçalenses no início da Segundona do Rio de Janeiro.

O São Gonçalo Futebol Clube terá a chance de escrever outro roteiro. No dia 7 de março, no estádio João Francisco, em Bangu, o time comandado por Marquinhos Pereira espera largar bem, de preferência com três pontos e assim indicar uma briga pelas primeiras posições, e não contra o rebaixamento, como foi com o rival em 2014, que acabou retornando à Série C.

Em 2014 o São Gonçalo EC estreou na Série B justamente contra o Ceres. O desfecho foi negativo: derrota por 3 a 0. Foto: Futebol Gonçalense/Arquivo.