Águia venceu clássico da Região Metropolitana e se fortaleceu na disputa pelo acesso

Por Gabriel Farias / Fotos: André Fabiano
Fora de casa o Itaboraí conquistou vitória maiúscula sobre o Gonçalense.
O Site Futebol Gonçalense vai relembrando os principais momentos da temporada em 2014. Entre os profissionais, a AD Itaboraí foi uma das novidades, retornando de licença para a disputa da Série C do Campeonato Carioca. Com o apoio da prefeitura, ressurgiu um clube que entrava na competição para buscar o acesso.

Na primeira fase os comandados de Paulo Cesar Teixeira demonstraram isso. Na chave mais complicada dessa etapa, conseguiu avançar junto do Barcelona, deixando para trás concorrentes como Arraial do Cabo e Campo Grande.

No início da segunda fase, um baque: derrota para o Santa Cruz logo na primeira rodada. No entanto, o desânimo não tomou conta e o time reagiu ao vencer o Artsul. A boa fase se confirmaria numa das vitórias mais emblemáticas, quando o Itaboraí superou o Gonçalense, fora de casa, pelo placar de 1 a 0.

Maykon garante vitória

O jogo contou com boa movimentação desde o início, com os dois times se alternando na busca pelo ataque. O Gonçalense, jogando em casa, passou a tomar o controle das ações aos 20 minutos e se manteve assim até a reta final, quando os visitantes assustaram em dois lances perto da última volta do relógio.

No início da segunda etapa o Itaboraí pulou na frente. Maykon arriscou chute forte de longe, cheio de efeito. Julio foi, mas não conseguiu evitar. O Gonçalense foi com tudo para reverter o quadro. Alemão igualou de cabeça, mas o árbitro apontou falta.

Nos últimos cinco minutos do confronto a pressão do Gonçalense foi ainda maior, mas sem muita inspiração. Gilmax tentou em cobrança de falta. Em seguida, Sabão arriscou jogada individual, mas viu Renan, uma das grandes figuras do jogo, fazer ótima defesa, confirmando a vitória do Itaboraí.

Leia novamente: Itaboraí engata segunda vitória seguida e amplia série negativa do Gonçalense

RELEMBRE EM IMAGENS




Título do Campeonato Gonçalense foi conquistado sobre o Mauá

Por Gabriel Farias / Fotos: André Fabiano
Jogadores do Karanba fazem a festa pelo terceiro ano consecutivo na
categoria pré-mirim.
O ano de 2014 foi de grandes momentos nas categorias de base do futebol em São Gonçalo. Para relembrar esses grandes episódios, o Site Futebol Gonçalense vai fazendo a retrospectiva, que nessa matéria contará o título do Karanba no Campeonato Gonçalense Pré-Mirim, alcançado após vitória sobre o Mauá.

Com a ausência do Performance o Karanba foi alçado desde o início ao posto de grande favorito ao título do Gonçalense Pré-Mirim. A garotada do time de Vista Alegre foi confirmando a teoria durante os jogos da primeira fase, quando acumulou números de campeão, vencendo todos os cinco jogos, quase todos por goleada.

Na semifinal contra o Real, uma vitória por 2 a 0 manteve o Karanba nos trilhos para a conquista. Do outro lado o Mauá surgia como principal oponente. Depois de ficar em terceiro lugar na etapa classificatória, eliminou o Estrela Azul nas semifinais, fazendo 2 a 1.

Final confirma o tri do Karanba

O Karanba começou a decisão como fez em toda a competição: fulminante. Logo aos cinco minutos o atacante Marcos Paulo colocou seu time em vantagem numa arrancada espetacular pelo lado esquerdo. Na frente do goleiro, bastou um simples toque para balançar as redes.

Parecia que seria fácil, mas não foi. O Mauá se acertou, igualou as ações e chegou a ameaçar o empate em alguns momentos da partida. No entanto, ninguém conseguiu vazar a defesa do Karanba durante os sete jogos do certame. E na final, não foi diferente. Título com soberania. Conquista do Karanba!

Leia novamente: É tri! Karanba supera o Mauá e levanta a taça do Gonçalense Pré-Mirim

A campanha
7 jogos
7 vitórias
26 gols pró
nenhum gol sofrido

Jogos marcantes
Karanba 10x0 Bragantino
Karanba 2x0 Real
Karanba 1x0 Mauá

RELEMBRE EM IMAGENS







Novo diretor executivo do clube falou sobre aprendizado com seu antecessor
Fabio Nascimento vai atuando de maneira decisiva na montagem do elenco.
Foto: Samuel Guimarães.
Depois da saída do diretor-executivo Fabio Raulino para o Vasco, o São Gonçalo Futebol Clube optou por prestigiar um profissional da casa e promoveu para a função o antigo supervisor de futebol, Fabio Nascimento. Após a efetivação dele, novos jogadores começaram a chegar como os meias Leozinho e Roni, o goleiro Vinicius e o atacante Chayene.

A postura agressiva do São Gonçalo FC no mercado da bola é pautada numa política de gastos controlados, mas respeitando a visão de que a Série B exige um elenco qualificado para uma boa disputa, segundo Nascimento.

- Agora fica mais difícil e o porte dos jogadores, a idade, vão aumentando. Se 
aparecerem atletas que se encaixem na disciplina do clube, dentro da nossa possibilidade, o que puder ser feito, vamos continuar fazendo - declarou o diretor para em seguida falar sobre o aprendizado com seu antecessor, Fabio Raulino.

- Aprendi muito com o Fabio. Com os meninos temos que ficar no dia a dia lidando com eles. Jogador de futebol não é fácil, mas vamos seguir fazendo nosso trabalho, com todos juntos, na amizade, conversando muito para as coisas não desandarem.

Metas traçadas sem empolgação

Ao invés de adotar um discurso efusivo, focando no acesso à elite do Rio de Janeiro, Fabio Nascimento traçou metas menos ambiciosas para o SGFC na Série B. O objetivo é maior é se manter na Segundona, mas se a possibilidade aparecer...

- Nosso primeiro passo é se manter bem no campeonato, lutando para não cair, pois estamos começando um trabalho novo, mas se deixar chegar, vamos brigar com certeza - completou o dirigente.

Goleiros começaram juntos na base do Botafogo, se enfrentaram na Série C e agora vestirão a mesma camisa
Goleiro Vinicius é uma das caras novas do SGFC para a Série B.
Foto: Jhonathan Jeferson.
Amigos e concorrentes, mas tudo num bom sentido e em prol do São Gonçalo FC. Será assim a disputa sadia por posição no gol do clube gonçalense. Victor Hugo, titular absoluto na Série C, contará agora com a sombra de Vinicius, contratado junto ao Itaboraí. Os dois irão reviver os tempos de Botafogo, quando começaram juntos no futebol carioca.

- Trabalhamos dois anos juntos na base do Botafogo. É um excelente amigo dentro e fora de campo. Uma grande pessoa e amigo. É um ótimo goleiro e quando estava no Botafogo me espelhava nele. É uma coincidência. No enfrentamos na Série C e agora tenho a oportunidade de jogar com ele novamente - disse Vinicius, que promete dar trabalho na disputa pela camisa um.

- A expectativa é grande. Conversamos, chegamos a um acordo e espero somar com o clube assim que começarem os treinamentos. Sempre que chego a um clube é com o intuito de trabalhar forte e ajudar os companheiros. Vamos tentar alcançar o objetivo que é subir para a Série A - projetou o arqueiro, que foi titular durante boa parte dos jogos do Itaboraí na Terceirona de 2014.

Amizade é recíproca

Victor Hugo também lembra com carinho dos tempos em que disputou a camisa um do Botafogo com Vinicius. As qualidades do companheiro foram exaltadas pelo titular do SGFC na Série C.

- Trabalhei com ele no Botafogo. Foi uma base boa que revelou bons goleiros e que estão buscando seus espaços. Sei que ele vai corresponder no São Gonçalo FC quando for preciso - garantiu Victor.

Tricolor Metropolitano trouxe jogadores experientes para dar mais maturidade ao seu elenco
Marcos Denner e William Amendoim: apostas de maturidade para o
Gonçalense. Imagem: Futebol Gonçalense.
O Gonçalense venceu o Tigres do Brasil por 2 a 1 no segundo jogo-treino da pré-temporada. Marcos Denner e William Amendoim fizeram os gols da vitória. E é justamente nesses atletas que o Tricolor aposta para ter mais tranquilidade na Série B. Mais rodados e acostumados a vestirem camisas de peso, eles podem ser o diferencial em 2015.

Amendoim, mais novo, tem 27 anos e rodou por algumas partes do Brasil. Estourou em 2005 como principal joia das categorias de base do Flamengo. Ter lidado com uma das maiores torcidas do mundo e ter sido apontado como um dos sucessores de Zico - como todo meia que surge no Rubro-Negro - pode ajudar o Gonçalense, segundo o treinador Emanoel Sacramento.

- Sem dúvidas que esses atletas podem acrescentar dentro e fora de campo, dando serenidade e transmitindo confiança para os mais jovens. Eles sabem lidar com a pressão que existe no esporte. Com a chegada deles, tenho certeza que nosso elenco ganha muito - apontou o técnico.

No auge de seus 38 anos, Marcos Denner é o chamado veterano. No entanto, o vigor físico o permite entrar em condições de igualdade com o restante do grupo. No que tange a liderança, o próprio diz chamar a responsabilidade quando necessário.

- Sempre busquei fazer isso por onde passei. Justamente por ter mais vivência que os meninos. O elenco possui jogadores novos, mas é maduro. O que puder fazer para ajudar, principalmente nos momentos de dificuldade, vou fazer - declarou Denner.

Garotada já correspondeu

Na Série C Estadual desta temporada o Gonçalense foi apontado como principal favorito ao título pelo investimento feito por sua diretoria. No entanto, uma má fase na segunda etapa da competição quase complicou a caminhada. Após uma chacoalhada, que incluiu a dispensa de cinco atletas, o clube reagiu e arrancou para o título.

- Na Série C a pressão sobre nosso time foi muito grande. Fomos colocados como favoritos desde o início. Foi um complicante na segunda fase, mas soubemos reagir - relembra Emanoel Sacramento.

Ricardo Sena foi o herói da partida ao marcar o gol solitário
Ricardo, ao centro, fez o gol do Gonçalense que interrompeu série negativa.
Foto: Futebol Gonçalense (Arquivo).
Com o final de 2014 se aproximando o Site Futebol Gonçalense vai relembrando os principais momentos do esporte em São Gonçalo. Depois de reviver a primeira partida da história do Gonçalense, o portal traz mais um fato marcante para o Tricolor: a vitória sobre o São Pedro, que marcou o fim da má fase e o início da arrancada rumo ao título da Série C.

Os comandados de Emanoel Sacramento haviam feito uma primeira fase quase perfeita na Terceirona, vencendo seis jogos e empatando apenas dois. No entanto, na etapa decisiva, começaram tropeçando: empate com São Cristóvão e derrotas para São Gonçalo FC e Itaboraí.

Na quarta rodada o adversário seria o São Pedro, fora de casa. A pressão por um bom resultado era grande e cinco jogadores haviam sido dispensados do elenco, dentre eles o atacante Vitor Borges, titular até então e artilheiro da equipe com sete gols marcados.

Lateral-esquerdo brilha em jogo tenso

Sabendo que mais um resultado negativo poderia complicar a briga pelo acesso, o Gonçalense se lançou ao ataque no primeiro tempo. Bernardo, em chute na trave, e Sabão, em lance individual, quase colocaram o Tricolor em vantagem nos 45 minutos iniciais.

Veio a segunda etapa e os gonçalenses seguiam apertando em busca do gol. O tempo era inimigo e parecia passar rápido, até que Ricardo Sena entrou pela lateral-esquerda e acertou chute indefensável, sem chances para o goleiro. Os 15 minutos restantes foram uma eternidade, mas o Lense se segurou e garantiu a vitória que mudaria o rumo da campanha.

Leia novamente: Xô má fase! Gonçalense vence depois de quatro jogos é já é vice-líder

Equipe de São Gonçalo foi até a Baixada Fluminense e venceu mais um teste antes da Série B

Por Jhonathan Jeferson

Na tarde desta sexta-feira (19), o Gonçalense foi até o estádio Los Larios enfrentar o Tigres, em Duque de Caxias, e bateu os donos da casa pelo placar de 2 a 1. William Amendoin e Marcos Denner fizeram para os visitantes, com Leão descontando para os donos da casa.

Essa foi a segunda vitória do Tricolor na pré-temporada. Anteriormente, os comandados de Emanoel Sacramento haviam superado o time sub-20 do Boavista pela contagem de 8 a 1.

Tricolor metropolitano sai na frente com gol de estreante

Ainda na primeira etapa, o Gonçalense mostrou que as contratações foram pontuais. Após grande lance de Bernardo, Willian Amendoim aproveitou a chance e marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor.
Sabão protege a bola durante jogada. Equipe foi aprovada em mais um teste antes da estréia. Foto: Vitor Costa.
Outros contratados fazem a diferença e garantem a vitória

Já na etapa complementar, a Fera da Baixada foi em busca do empate, e conseguiu com gol do meio campista Leão. O gol não assustou os visitantes que retomaram a frente do placar, com Marcos Denner.

Como o triunfo ainda não estava garantido, o goleiro Silézio teve tempo de trabalhar pontualmente. O lateral Edson cobrou pênalti e o arqueiro gonçalense mostrou serviço, fazendo boa defesa e garantindo a vitória para os visitantes.

O Tricolor Metropolitano vai fazer o seu début na Série B do Carioca no dia 7 de março, quando enfrenta o Olaria, ainda sem local definido. Já o Tigres volta a disputar a elite do Estadual, depois de alguns anos na Série B, e vai estrear contra o Nova Iguaçu, em Duque de Caxias.

Comandante que fez carreira na Europa chega para levar gonçalenses à Série A

Por Jhonathan Jeferson
Chiquinho Carioca assinou contrato com o São Gonçalo Futebol Clube.
Foto: Jhonathan Jeferson.
Enfim o São Gonçalo FC apresentou seu novo treinador. Chiquinho Carioca, de 55 anos, chega para tentar levar a equipe ao seu segundo acesso consecutivo e brigar pelo título da Série B de 2015.

Ainda como jogador, Chiquinho Carioca iniciou sua carreira no Olaria, e profissionalmente começou no Flamengo em 1981, onde ficou até 1983. Foi emprestado ao Sport Recife e logo em seguida vendido ao Guarani de Campinas, onde foi vice-campeão Brasileiro em 1986. Depois atuou por diversos clubes portugueses e encerrou a carreira no Villareal, da Espanha.

Sua trajetória como treinador teve inicio no Cesarense, de Portugal. Ainda em terras lusitanas passou por Feirenses e Deportivo das Aves. Aqui no Brasil, teve um projeto com o Teresópolis e depois treinou a AD Itaboraí.

Perguntado sobre qual seria o objetivo do SGFC na Série B, Chiquinho foi bem direto afirmando que a sua intenção é ganhar um jogo de cada vez.

- O objetivo do clube é ganhar jogos. Se ganharmos 90% dos nossos jogos, conseguiremos o acesso. Mas todas as equipes são assim. Primeiro nós vamos garantir a manutenção e depois vamos atrás do acesso - garantiu o treinador.

Sobre o grupo que conheceu hoje, o treinador afirmou não conhecer muita gente, apenas os reforços apresentados, mas disse confiar na qualidade de cada um.

- Não conheço a maioria dos jogadores, conheço alguns, principalmente os que estão chegando. Mas são jogadores vencedores, que já conseguiram um objetivo, que foi o acesso. Quando você trabalha com vencedores, é muito bom - afirmou.

A equipe gonçalense se reapresenta no próximo dia 12 de janeiro para iniciar a pré-temporada visando a estréia na Série B do Estadual que acontece no dia 7 de março. O São Gonçalo FC estréia fora de casa, contra o Ceres, no estádio João Francisco, em Bangu.

Meia ex-Resende foi apresentado na tarde desta sexta na sede da AJ8, empresa patrocinadora do clube

Por Jhonathan Jeferson
Leozinho foi apresentado hoje no escritório da AJ8. Foto: Jhonathan Jeferson.
Foi apresentado na tarde desta sexta-feira (19), o meio campista Leozinho, de 33 anos e que fez carreira no futebol carioca atuando em equipes como o Resende, além de uma breve passagem pelo Botafogo.

Leozinho chega para reforçar o setor de meio campo gonçalense que já conta com os meias Walber e Léo Moreno, remanescentes da Série C de 2014.

Vindo de dois acessos com o Resende, Leozinho quer repetir sucesso no SGFC

O meia chega ao SGFC para dar um pouco mais de experiência ao setor e conversou com nossa equipe sobre a expectativa junto dos companheiros para 2015.

- Aceitei vir primeiro pelas pessoas que estão aqui, pelo projeto que é legal. Eu passei um período no Resende que praticamente é a mesma coisa que está acontecendo com o São Gonçalo, que tinha pouco tempo na terceira divisão, jogou a segunda e consequentemente a primeira. Eu estou muito feliz de estar aqui no SGFC e acredito que temos tudo para estar na primeira divisão em 2016.

Após um primeiro contato com os novos companheiros e com o novo treinador, Leozinho afirmou que já acompanhava a equipe desde a Série C.

- O São Gonçalo FC eu já tinha visto jogar em três ocasiões. Lógico que tem uma garotada boa e o treinador está vindo super empolgado para ajudar também. Vamos ver durante os treinamentos, que o professor vai ter dois meses para acertar o time e se preparar para estréia em março - afirmou.

A equipe gonçalense agora se reapresenta no próximo dia 12 de janeiro para iniciar a pré-temporada visando a estréia na Série B do Estadual que acontece em 7 de março. O São Gonçalo FC enfrentará fora de casa o Ceres, no estádio João Francisco, em Bangu.

Estréia para ser esquecida, assim como toda a campanha na Segunda divisão do Carioca

Por Jhonathan Jeferson / Fotos: Arquivo Futebol Gonçalense
DECEPÇÃO! Na estreia da Série B, SGEC foi facilmente superado pelo Ceres.
O site Futebol Gonçalense vem trazendo para seus leitores momentos marcantes da temporada de 2014 e hoje vamos relembrar um pouco sobre o São Gonçalo Esporte Clube, que estreava na Segunda Divisão do Campeonato Carioca.

Um sentimento de alegria, rapidamente virou frustração para o São Gonçalo EC em 2014. Até então atual campeão da Série C, o clube vinha pronto para fazer uma boa Segundona, mas o que se viu desde a primeira rodada foi um verdadeiro filme de terror.

Ano de alergias vira pesadelo para o Azul e Branco

O São Gonçalo EC, que vinha de duas boas campanhas na Série C, em 2012 parando na última fase, e em 2013 conquistando o acesso e o título, iniciou a Série B sonhando com mais um acesso, dessa vez para a Série A Estadual. Mas o desde a primeira rodada a competição se desenhou bem complicada para a equipe do técnico Reginaldo Assad.

Time das goleadas na pré-temporada sofre derrota acachapante logo na estréia

Durante a pré-temporada o São Gonçalo acumulou empates contra o Guapimirim e Bonsucesso, nos dois compromissos de nível mais elevado. No entanto, nas últimas semanas, aplicou duas goleadas contra times amadores, demonstrando evolução. No entanto, não passou de ilusão.

Jogando no estádio Luso Brasileiro, onde mandou a maior parte de seus jogos, o SGEC recebeu o Ceres na rodada inicial da Série B. Mas o que realmente parecia, era que a partida estava sendo realizada no João Francisco, estádio do oponente, em Bangu. Isso porque logo com 11 minutos, o marcador já apontava 2 a 0 para os visitantes, com dois gols do artilheiro Claudio Pagodinho.

A segunda etapa também foi definida no início, quando aos 17 minutos, o veterano Eudes aproveitou a chance e marcou o terceiro gol dos visitantes, dando números finais ao placar. O abatimento no rosto dos atletas foi nítido. A partir dali a realidade se mostrou dura. O otimismo se transformou em desespero. Daí pra baixo.


RELEMBRA EM IMAGENS






Equipe gonçalense entrou na segunda fase da Série C sendo questionada mesmo com série de bons resultados

Por Gabriel Farias / Fotos: Samuel Guimarães
O CARA! Waguinho fez o gol do São Gonçalo FC na vitória sobre o Artsul.
O Site Futebol Gonçalense vai relembrando os principais momentos do futebol de São Gonçalo na temporada de 2014, numa retrospectiva especial. Dessa vez o destaque vai para o São Gonçalo FC, vice-campeão da Série C Estadual. Relembre a estreia da equipe na segunda fase da Terceirona, numa vitória maiúscula sobre o Artsul.

Questionamentos mesmo em meio à boa fase

O São Gonçalo FC passou como um foguete pela primeira fase da Série C. Em seis jogos, venceu cinco e empatou um. Goleadas como a aplicada sobre o União Central, por 5 a 2, mereceram atenção, no entanto, uma certa dúvida ainda pairava no ar.

O SGFC ainda tinha seu poder de fogo questionado. Muitos exitavam em colocar o time do técnico Marcus Cravo entre os favoritos em virtude do nível de seu grupo na etapa inicial da competição, tido como o mais fraco entre as cinco chaves.

Logo na primeira partida da segunda fase, o São Gonçalo FC teve o Artsul, fora de casa, pela frente. E a resposta aos críticos foi em grande estilo. No primeiro tempo o São Gonçalo contou com "São Victor" para salvar o que poderia ser a primeira derrota na competição. O goleiro defendeu cobrança de pênalti de André.

Veio o segundo tempo e os gonçalenses adotaram uma postura que surpreendeu o adversário. Aos 26 minutos, em jogada de Matheus, Waguinho completou para as redes, decretando o placar final de 1 a 0. Os que já acreditavam, ficaram ainda mais confiantes. Os que duvidavam, tiveram que dar o braço a torcer. O São Gonçalo FC era sim candidato ao acesso!

LEIA NOVAMENTE: São Gonçalo FC vence o Artsul fora de casa e salta na liderança

RELEMBRE EM IMAGENS






Título veio justamente sobre o Karanba, seu algoz nas decisões de 2012 e 2013

Por Gabriel Farias / Fotos: Arquivo Futebol Gonçalense
ENFIM, CAMPEÃO! Depois de dois vices, Performance alcançou o título
do Gonçalense Mirim. Foto: Divulgação.
Com o final do ano de 2014 o Site Futebol Gonçalense vai relembrando os momentos marcantes do esporte em São Gonçalo. Nas categorias de base, depois de reviver o título do Mauá na Copa da Amizade Juvenil, o portal conta novamente a história do Performance, que faturou o título do Campeonato Gonçalense Mirim.

O Municipal Sub-13 de 2014 foi uma competição monopolizada por velhos rivais. Performance e Karanba, que haviam decidido as duas edições anteriores - ambas com título do Karanba - voltaram a demonstrar que seriam as principais potências na categoria.

O Karanba chegou à final vencendo todos os seis jogos disputados. Não fosse por uma derrota por W.O. na estreia, o Performance poderia ter conseguido o mesmo feito. Fora os problemas extracampo, os dois times distribuíram goleadas. O Performance, por exemplo, venceu o Dom Ricardo, na terceira rodada, por 10 a 0. Placar repetido pelo Karanba nas quartas de final contra o Real.

Nas semifinais, mais uma prova de que os rivais eram realmente os dois favoritos ao título. Com facilidade, o Karanba passou pelo Karanba B: 6 a 1. Já o Performance manteve o ritmo e eliminou o Bragantino com novo placar elástico: 4 a 0.

Final dramática é decidida nos pênaltis

A decisão, no Campo do Cordeiros, foi sem dúvida uma das mais emocionantes do calendário promovido pela Liga Gonçalense de Desportos. O Karanba saiu na frente ainda no primeiro tempo, com seu artilheiro Kleber Lima. A partida seguiu em ritmo nervoso até o intervalo, sem maiores chances.

No segundo tempo a pressão do Performance demorou a dar resultado. Na base do tudo ou nada, a equipe conseguiu igualar o marcador perto do minuto final. Lucas Cunha, goleador máximo da competição com 13 gols, aproveitou bate e rebate para fuzilar e forçar a decisão por pênaltis.

O desemat na marca da cal se repetia, assim como em 2012 e 2013, só que dessa vez o final foi diferente. O Performance, com um aproveitamento de 100%, acertou as cinco cobranças. Ao Karanba, bastou um erro para ver a taça cair nas mãos do oponente. O Gonçalense Mirim, enfim, mudava de endereço.

Leia novamente: Performance empata no fim e conquista Gonçalense Mirim nos pênaltis

A campanha
7 jogos
6 vitórias
1 derrota
28 gols pró
2 gols contra

Jogos marcantes
Performance 10x0 Dom Ricardo
Performance 8x0 Almerinda
Performance (5) 1x1 (4) Karanba

RELEMBRE EM IMAGENS






Goleiro Vinicius e atacante Chayene se juntam ao zagueiro Maycon e meia-atacante Piter, que já haviam sido confirmados
Chayene (E) e Vinicius são os novos contratados do São Gonçalo FC.
Fotos: Divulgação e Futebol Gonçalense..
O São Gonçalo Futebol Clube resolveu aquecer as turbinas no mercado da bola neste fim de ano. Depois de confirmar seus primeiros reforços - o zagueiro Maycon e o meia-atacante Piter - o clube gonçalense anunciou nesta quarta-feira (17), o nome de outros dois jogadores que chegaram a um acordo para a próxima temporada.

O primeiro deles é o goleiro Vinicius Moura, de 21 anos, revelado nas categorias de base do Botafogo. O arqueiro teve como último clube o Itaboraí, quando disputou a Série C Estadual, tendo oportunidade como titular em alguns jogos da primeira fase.

Para o setor ofensivo quem chega é o atacante Chayene Santos, de 24 anos. No futebol carioca, vestiu as camisas de Canto do Rio e Bonsucesso, mas ultimamente estava na Ásia: na Tailândia, passou por Muang Thong, Shongka e Esan, além do Keda, da Malásia.

Os contratados são mais duas peças que acertam com o SGFC após a efetivação de Fabio Nascimento como diretor-executivo. O dirigente, que antes era supervisor de futebol, foi promovido após a saída de Fabio Raulino, que foi para o Vasco.

Treinador e "atleta referência" estão próximos

Até o final da semana o São Gonçalo FC tenta anunciar o nome de seu novo treinador e preparador físico, além de um atleta que chegaria para ser a referência do elenco que disputará a Série B do Rio. Ambos estão próximos do acerto.

Tricolor Metropolitano iniciava em 4 de maio a campanha que culminaria no título da Série C Estadual

Por Gabriel Farias / Fotos: Arquivo Futebol Gonçalense
SOBROU! Na estreia da Série C Estadual, o Gonçalense aplicou goleada
por 5 a 0 sobre o União de Marechal Hermes.
Com o final do ano de 2014 o Site Futebol Gonçalense vai relembrando os principais momentos do futebol de São Gonçalo e região. No âmbito profissional, Gonçalense e São Gonçalo FC foram os destaques. Os dois rivais decidiram a Série C, com o primeiro levando a melhor. Campeão, o Tricolor terá o primeiro de cinco episódios retratados. Para começar: a estreia.

Goleada confirma pompa de favorito

O ano de 2014 vai ficar marcado para o futebol de São Gonçalo como o do surgimento do Gonçalense Futebol Clube, terceiro clube de futebol profissional fundado no município em menos de três anos - em 2012, São Gonçalo EC e São Gonçalo FC disputaram a Série C pela primeira vez. E o caçulinha começou com tudo, conquistando a Terceirona do Rio de Janeiro logo em sua primeira tentativa.

A ascensão relâmpago teve início no dia 4 de maio, quando o Gonçalense estreou na Série C com uma goleada retumbante sobre o União de Marechal Hermes por 5 a 0, no estádio José Alves Ventura, em Rio Bonito. O placar elástico confirmou as expectativas daqueles que apontavam o Tricolor Metropolitano como favorito ao título, já que a diretoria investiu pesado na montagem de um elenco altamente qualificado para os padrões da Série C.

Passeio em Rio Bonito

Um atropelo. Assim pode ser definida a primeira partida oficial da história do Gonçalense. Diante de um frágil União de Marechal, os comandados de Emanoel Sacramento demonstraram que os meses de treinamento não foram em vão. Em apenas 11 minutos, o atacante Vitor Borges já havia marcado duas vezes. Ao término da primeira etapa, Bernardo e Beto trataram de ampliar a contagem para 4 a 0.

Depois de um primeiro tempo fulminante, o Gonçalense praticamente treinou na segunda etapa. Sabão, ainda na reserva, tratou de aumentar o ímpeto ofensivo ao entrar na vaga de Bernardo. Nego, outro que entrou no decorrer do jogo, construiu a jogada que terminou com o gol de Thiaguinho, o último da festa: 5 a 0.

LEIA NOVAMENTE: Atropelou! Gonçalense estreia na Série C goleando o União

RELEMBRE EM IMAGENS








Competição, que tem o intuito de revelar novos talentos, acontecerá entre janeiro e fevereiro de 2015
C&A Cup terá segunda edição sendo sediada no município de Itaboraí.
Foto: Divulgação.
Depois da primeira edição que foi um sucesso na cidade de Rio Bonito, chegou a vez da C&A Cup desembarcar em Itaboraí. O município da Região Metropolitana receberá a competição em 2015, entre os dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, na Fazenda Fiorella. O período de inscrições está aberto até dia 15 de janeiro. As disputas serão nas categorias sub-14 e sub-16.

Em 2014 a C&A Cup foi realizada na cidade de Rio Bonito e contou com a participação de agremiações do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. O Nova Cidade, time anfitrião, faturou os troféus nas categoria sub-12 e sub-14. Galaxy e União de São Francisco ficaram nas segundas colocações, respectivamente.

Após participar nesta temporada e encerrar com a terceira posição no sub-14, o Juventude Gonçalense estará presenta mais uma vez na C&A Cup representando São Gonçalo. Outras equipes da região foram convidadas e devem confirmar presença nos próximos dias.

Treinador usou exemplo da Série C para refutar análises mais detalhadas sobre dificuldades dos grupos
Emanoel Sacramento está mais preocupado com a preparação do Gonçalense.
Foto: Gabriel Farias.
Americano, Audax, São João da Barra, Ceres, Portuguesa, Sampaio Corrêa, Goytacaz e São Cristóvão. Esses serão os times que disputarão posição com o Gonçalense na Série B do Campeonato Carioca em 2015. A chave, repleta de clube tradicionais do Rio de Janeiro, leva a crer que a dificuldade pode ser grande.

Treinador do Tricolor, Emanoel Sacramento evitou traçar maiores análises sobre sua chave. Para dar base ao seu pensamento, o técnico relembrou a Série C Estadual, conquistada pelo Gonçalense nesta temporada. Na ocasião, sua equipe estava no chamado "Grupo da Morte", mas foram os concorrentes da outra chave que somaram as maiores pontuações quando houveram os cruzamentos.

- Nos grupos da Série C (na segunda fase) tínhamos o pensamento de que estávamos no mais forte, mas só no final que chegamos próximos aos times da outra chave. É normal fazer esse tipo de análise, imaginando o que existe nas outras equipes, mas não é determinante - explicou Sacramento, que manteve o foco na preparação de seus jogadores.

- O que modifica o panorama é o dia a dia, as movimentações táticas, mecanismos de jogo, proposta da equipe, substituições... Temos que esperar a competição iniciar para ter o conhecimento. Nosso grupo aparentemente é bastante equilibrado, mas seja onde for, vamos entrar para ganhar os jogos

Time da Estrela do Norte demonstrou força da camisa na fase eliminatória para ficar com o título no primeiro semestre

O ano de 2014 vai chegando ao fim e o Site Futebol Gonçalense começa hoje uma série de matérias especiais relembrando os principais momentos do futebol amador e profissional de São Gonçalo e região. Começamos pelo título do Mauá na Copa da Amizade Juvenil, primeira competição da temporada promovida pela Liga Gonçalense de Desportos.
Jogadores do Mauá festejam durante uma das partidas da Copa da Amizade Juvenil. Campanha da equipe foi pautada pela superação.
Foto: Futebol Gonçalense (Arquivo).

O Mauá acabou ficando com o título de maneira surpreendente. Em uma primeira fase irregular, o Tricolor não conseguiu fazer frente aos grandes desempenhos de Karanba e Performance, favoritos e que venceram todos os seis jogos da etapa classificatória.

O Mauá iniciou a competição com dois jogos sem vencer - derrota para o Performance e empate contra o Educ Sports. Mas também foi capaz de encantar em goleadas sobre o Dom Ricardo (5 a 1), Real (6 a 0) e Bragantino (6 a 1). A história começou a mudar nas eliminatórias.

Nas quartas de final o Mauá se fortaleceu eliminando o Estrela Azul num jogo apertado, vencido por 1 a 0. Nas semifinais o adversário seria o Karanba, com 100% de aproveitamento até então. No tempo normal, empate por 1 a 1. Nos pênaltis, o Mauá demonstrou que estava despontando como campeão, ao vencer o rival por 9 a 8, numa disputa pra lá de dramática.

Título coroado por dupla matadora

Na final o panorama se repetiu. O Mauá teria pela frente o Performance, que havia vencido todos as suas oito partidas até então. Mais uma vez a igualdade se fez presente no tempo regulamentar: 2 a 2. Na marca da cal, prevaleceu o peso da camisa do Mauá, uma das mais tradicionais escolas de futebol do município. Vitória por 4 a 3 e título garantido.

A conquista da Copa da Amizade Juvenil pelo Mauá teve dois nomes como grandes destaques. A dupla João Humberto e Max Rosário, juntos, anotaram 15 gols, sendo oito do primeiro e sete do segundo. Os dois só foram superados por Peterson Matos, do Performance, que mandou nove bolas para as redes.

LEIA DE NOVO: Nos pênaltis, Mauá supera o Performance e fatura a CA Juvenil

A campanha
9 jogos
4 vitórias
4 empates
1 derrota
24 gols pró
10 gols contra

Jogos marcantes
Mauá 6x0 Real
Mauá (9) 1x1 (8) Karanba
Mauá (4) 2x2 (3) Performance

Atacante é uma das caras novas do Gonçalense para a próxima temporada
Raí é um dos três reforços para o ataque do Gonçalense visando a Série B.
Foto: Gabriel Farias.
Um dos principais nomes da última Série C Estadual, atuando pelo São Cristóvão, Raí é agora atacante do Gonçalense. Perto de completar um mês de pré-temporada no Tricolor, o atleta falou sobre sua evolução física e técnica nos treinamentos realizados até aqui.

- O início é complicado. Aos poucos vamos melhorando a forma, evoluindo na parte técnica e buscando o entrosamento. No início não estava participando tanto, mas conhecendo o pessoal fui melhorando e correspondendo ao trabalho do professor. Com o tempo vamos conseguir o entrosamento perfeito estando bem fisicamente - disse Raí.

O centroavante não esconde o desejo de estrear oficialmente pelo Gonçalense. Até o momento o time só fez um jogo-treino contra a equipe sub-20 do Boavista, vencido por 8 a 1. A sede é de bola rolando e valendo os três pontos, o que só vai acontecer em 7 de março, na abertura da Série B.

- Se for perguntar a todos os jogadores, gostaríamos que começasse antes. Esse adiamento foi bom para nos prepararmos mais, melhorarmos o entrosamento e entrarmos ainda mais fortes na Série B - avaliou o jogador.

Raí vai ter concorrência acirrada por uma vaga no ataque do Gonçalense. Outros dois reforços que chegaram após a Série C aumentaram o poderio da linha de frente, casos de Marcos Denner e Marlon. Além deles, remanescentes do título da Terceirona como Sabão, João, Maurinho e Sorriso seguem no elenco dando mais opções a Emanoel Sacramento.